escalada

A primeira escalada

Quando falamos de esportes outdoor a escalada é um dos primeiro a vir à mente. E como em qualquer esporte, é preciso uma série de preparações para que a primeira escalada corra sem nenhum problema.

Antes de partir para escaladas em rocha ou rapel, primeiro é necessário passar por uma anamnese e uma avaliação prática que vai servir para medir seu nível. Ao começar o treinamento em ginásios de escalada é importante ter um foco de treinamento para que a evolução possa ocorrer. Seja em vias indoor ou outdoor, cada uma tem um estilo diferente que deve ser trabalhado, junto com uma base.

Antes do treinamento é importante aquecer muito bem e alongar todos os dedos da mão, antebraço e pernas, para evitar possíveis lesões. Se familiarizar com os equipamentos de segurança e as movimentações básicas garante a evolução do praticante na escalada. A partir do momento que você já assimilou o sistema de corda e trava ligado à cadeirinha de segurança, a escalada pode começar.  Assim como qualquer esporte que se começa a praticar, a escalada exige do praticante utilizar músculos que não está acostumado, podendo causar fadiga e possíveis dores musculares, que são normais para o inicio do treinamento. Quando o esporte ficar mais constante na vida do iniciante, as dores e as fadigas tendem a diminuir ou sumir. Esse processo é gradativo e individual, dependendo da pessoa pode acontecer mais rápido ou não.

Os iniciantes com seis meses de prática contínua ainda não devem fazer sequências de vias com descansos cronometrados, o mais importante nessa fase é desenvolver um repertório de movimentos. Nesse momento, é muito importante a presença de um instrutor ou parceiro que possa dar dicas de movimentação incentivando o praticante. A partir daí, conforme a evolução do iniciante, ele pode começar a se aventurar por vias de acordo com seu nível.

É de grande importância que o iniciante tenha os equipamentos básicos, e se não quiser comprar os próprios, alugue-os, pegue emprestado ou exija-os na escola de escalada. Os equipamentos são: capacete, freio linear, cadeirinha ajustável, fita enrolada com 1,20m, dois mosquetões rosqueados, seis metros de cordelete, cotoveleiras, joelheiras e sapatilhas. Para as mãos é recomendado usar luvas ou pó de magnésio. Procure em sua cidade ginásios ou paredes naturais onde instrutores possam te acompanhar na sua iniciação no esporte. Com certeza as paisagens e sensações da escalada vão valer a pena!

imagem-destacada-do-sedenterio-ao-cemiterio-os-impactos-do-sedentarismo

Do Sedentério ao Cemitério – Os impactos do sedentarismo

Perceba claramente que se você substituir o “a” pelo “e” teremos uma rima desta palavra como o cemitério, contudo, não apenas uma rima como o atalho para chegar à finitude da vida mais cedo.

A partir deste panorama, o Professor Diego Tenreyro da Argentina, nos mostra os efeitos devastadores do sedentarismo na capacidade do organismo em trabalhar com eficácia.

A palestra do argentino aborda: “Seja Sedentério, o cemitério agradece – Morte em vida pelo sedentarismo” retratando desde os impactos do sedentarismo em termos de saúde pública até os efeitos altamente nocivos na saúde personalizada. E você? Já se inscreveu nesta nossa Jornada Transformadora de Estilo de vida 100% online e 100% gratuita?