imagem-destacada-no-compasso-do-12-por-8-viva-o-dia-de-prevencao-a-hipertensao-arterial-1

No compasso do 12 por 8! Viva o Dia de Prevenção à Hipertensão Arterial!

Dia de mobilização e cuidado da máquina da vida, isto mesmo, o coração! Neste 26 de abril comemora-se o Dia nacional da prevenção e combate à Hipertensão Arterial!

Esta doença é conhecida de forma popular como “pressão alta” em virtude da existência dos níveis elevados e sustentados da pressão arterial, onde geralmente se considera uma pessoa hipertensa aquela que apresenta valores iguais ou maiores que 140×90 mm/Hg (conhecidos por 14×9), exceto os idosos que por questões orgânicas possuem valores pressóricos mais elevados naturalmente.

Um dos fatores que mais desequilibra a pressão arterial é o estresse negativo, isto é, o mau gerenciamento das situações de estresse da vida diária. Partindo da grande realidade social (1 em cada 4 brasileiros apresenta a doença), o FIBE Online apresenta na sua programação temas de grande impacto para você aprender a controlar melhor as PVDs (Pressões da Vida Diária).

“Simpósio RelaxaMente” com 2 temas sensacionais sobre Quietude e Práticas Contemplativas, além do “Love Live Leve”, palestra ministrada pelo monge Lama Rinchen prometem fazer você adotar uma nova visão sobre as demandas estressoras, fazendo com que seu amigo coração permaneça trabalhando no compasso equilibrado do 12 por 8.

Design sem nome (7)

Alimentação em trilhas: dicas para uma caminhada tranquila

Vai sair cedinho para uma trilha e a primeira coisa que faz é tomar um café da manhã bem reforçado. Depois monta uns sanduiches e faz um suco para levar mochila e pensa que dessa forma estará bem nutrido e preparado. Não! Se você está fazendo isso, está fazendo errado.

“Comer queijo, presunto e proteínas, como ovo, no café da manhã pode atrapalhar, esses alimentos tem uma absorção lenta e não ajudam a ter energia, só pesam”, explica a nutricionista Laura Massonetto.

Além disso, a nutricionista também alerta para sucos e frutas que soltam o intestino. Laranja, mamão e ameixa devem ser evitados. “Se a trilha for começar logo cedo o ideal é comer pão integral com queijo branco, banana e água”, explica. Se a trilha for de tarde, o ideal é comer carboidrato, que são alimentos de fácil absorção e que dão energia. Macarrão e batata são bons exemplos. Mas evite os molhos pesados e com carne. A dica é um molho ao sugo leve.

Você já está alimentado para encarar a trilha, mas lembre-se que é preciso comer alguma coisa durante o dia, de três em três horas. Para isso, o trilheiro precisa levar alguns alimentos na mochila. Se você tem o cálculo das horas que irá caminhar, leve as porções já feitas Algumas boas opções são: barrinhas de cereal, cookies integrais, torrone, nozes e queijos daqueles que não precisam de geladeira.

 

Veja também: WhatsApp GB
                                YowhatsApp

Frutas e alimentos “molhados” podem ser desconfortáveis de carregar e causar acidentes dentro da mochila. A maçã, que aparentemente seria uma boa opção, pode ser uma roubada. “Aquela lenda que diz que a maçã dá fome é real. O alimento tem propriedades adstringentes e faz uma espécie de limpeza no estômago, deixando pronto para receber comida, e isso pode dar a sensação de fome”, diz Laura.

 

Frutas secas e chocolates são bem vindos, mas se a trilha for exposta ao sol, esses alimentos podem perder a forma. Nesses casos deve-se tomar ainda mais cuidado com a hidratação: quanto mais quente, mais água.

Quando for planejar sua trilha, não esqueça de verificar se há fontes de água potável durante o percurso e se há paradas também. Calcule que em um dia de caminhada são necessários cerca de 2 litros de água por pessoa.

Mitos

Isotônicos podem repor sais minerais, mas não devem ser tomados em excesso. O ideal é que se tome depois que a trilha acabar. E comer uma proteína após a caminhada é também recomendado.

Outro mito perigoso é dar algo salgado ou sal para quem teve um mal estar na caminhada. Nem sempre é pressão baixa o problema. “Alguns sinais da pressão alta, baixa e da hipoglicemia são bem parecidos. O ideal é ter alguém capacitado para identificar qualquer problema em trilhas longas ou que a pessoa já avise aos demais que tem pré-disposição a ter pressão baixa, alta ou hipoglicemia”, explica a nutricionista. Agora basta você fazer sua boquinha e curtir uma trilha!

imagem-destacada-10-razoes-para-voce-aproveitar-o-fibe-online

10 razões para você aproveitar o FIBE Online

O FIBE Online, Congresso digital do Global Wellness Day International foi feito com muito carinho, amor e cuidado pra você, seus amigos e família! É um Congresso Online gratuito e repleto de conhecimentos valiosos pra você!

Assim, preparamos uma lista com 10 motivos para você desfrutar desta Semana Mundial Online do Bem Estar com a gente:

  • Motivo 1 – Adquirir autoconhecimento por meio da tecnologia, baseado em uma das grandes realidades do mundo contemporâneo, a Educação à Distância;
  • Motivo 2 – Saber mais sobre bem estar, alimentação saudável e qualidade de vida com grandes especialistas nacionais e internacionais;
  • Motivo 3 – “Ficar por dentro” das maiores e melhores tendências de estilo de vida saudável;
  • Motivo 4 – Aprender recursos sobre controle do estresse para aplicar na própria vida e daqueles que você ama;
  • Motivo 5 – Deseja emagrecer e quer compreender de forma mais detalhada o equilíbrio mente-corpo-emoções para um emagrecimento saudável;
  • Motivo 6 – Quer se engajar como mobilizador de conhecimento em saúde no Dia Mundial do Bem Estar, partilhando conteúdos e experiências com pessoas e instituições;
  • Motivo 7 – É mulher, e quer assimilar os conhecimentos para aplicar para si própria e para sua família, auxiliando no processo de aquisição de hábitos saudáveis de seu marido, filhos, etc;
  • Motivo 8 – É profissional da saúde (nutricionista, médico, professor de educação física, fonoaudiólogo, naturólogo ou terapeuta corporal) e deseja se atualizar de forma prática e científica, visando aplicar os saberes com seus clientes/pacientes;
  • Motivo 9 – Trabalha na área de RH (Recursos Humanos) e Saúde Corporativa e deseja compartilhar os conteúdos para tornar o estilo de vida dos colaboradores da empresa mais saudável, mas, não tem tempo e paciência para ler artigos ou ir a palestras/encontros presenciais;
  • Motivo 10 – Aprender sobre a ciência do desenvolvimento dos hábitos saudáveis, agregando conhecimento como Coach de Estilo de vida saudável e Bem Estar;
escalada

A primeira escalada

Quando falamos de esportes outdoor a escalada é um dos primeiro a vir à mente. E como em qualquer esporte, é preciso uma série de preparações para que a primeira escalada corra sem nenhum problema.

Antes de partir para escaladas em rocha ou rapel, primeiro é necessário passar por uma anamnese e uma avaliação prática que vai servir para medir seu nível. Ao começar o treinamento em ginásios de escalada é importante ter um foco de treinamento para que a evolução possa ocorrer. Seja em vias indoor ou outdoor, cada uma tem um estilo diferente que deve ser trabalhado, junto com uma base.

Antes do treinamento é importante aquecer muito bem e alongar todos os dedos da mão, antebraço e pernas, para evitar possíveis lesões. Se familiarizar com os equipamentos de segurança e as movimentações básicas garante a evolução do praticante na escalada. A partir do momento que você já assimilou o sistema de corda e trava ligado à cadeirinha de segurança, a escalada pode começar.  Assim como qualquer esporte que se começa a praticar, a escalada exige do praticante utilizar músculos que não está acostumado, podendo causar fadiga e possíveis dores musculares, que são normais para o inicio do treinamento. Quando o esporte ficar mais constante na vida do iniciante, as dores e as fadigas tendem a diminuir ou sumir. Esse processo é gradativo e individual, dependendo da pessoa pode acontecer mais rápido ou não.

Os iniciantes com seis meses de prática contínua ainda não devem fazer sequências de vias com descansos cronometrados, o mais importante nessa fase é desenvolver um repertório de movimentos. Nesse momento, é muito importante a presença de um instrutor ou parceiro que possa dar dicas de movimentação incentivando o praticante. A partir daí, conforme a evolução do iniciante, ele pode começar a se aventurar por vias de acordo com seu nível.

É de grande importância que o iniciante tenha os equipamentos básicos, e se não quiser comprar os próprios, alugue-os, pegue emprestado ou exija-os na escola de escalada. Os equipamentos são: capacete, freio linear, cadeirinha ajustável, fita enrolada com 1,20m, dois mosquetões rosqueados, seis metros de cordelete, cotoveleiras, joelheiras e sapatilhas. Para as mãos é recomendado usar luvas ou pó de magnésio. Procure em sua cidade ginásios ou paredes naturais onde instrutores possam te acompanhar na sua iniciação no esporte. Com certeza as paisagens e sensações da escalada vão valer a pena!

imagem-destacada-do-sedenterio-ao-cemiterio-os-impactos-do-sedentarismo

Do Sedentério ao Cemitério – Os impactos do sedentarismo

Perceba claramente que se você substituir o “a” pelo “e” teremos uma rima desta palavra como o cemitério, contudo, não apenas uma rima como o atalho para chegar à finitude da vida mais cedo.

A partir deste panorama, o Professor Diego Tenreyro da Argentina, nos mostra os efeitos devastadores do sedentarismo na capacidade do organismo em trabalhar com eficácia.

A palestra do argentino aborda: “Seja Sedentério, o cemitério agradece – Morte em vida pelo sedentarismo” retratando desde os impactos do sedentarismo em termos de saúde pública até os efeitos altamente nocivos na saúde personalizada. E você? Já se inscreveu nesta nossa Jornada Transformadora de Estilo de vida 100% online e 100% gratuita?

 

imagem-destacada-carol-minhoto-o-espelho-da-mulher-moderna-no-fibe-online

Carol Minhoto: O espelho da mulher moderna no FIBE Online

Os múltiplos papéis da mulher na sociedade sempre foram debatidos com diversos enfoques, isto é, trabalhista, social, familiar. Mas, apesar de todos estes ângulos de observação parece que um deles ainda foi pouco explorado, o experiencial.

A partir desta premissa, o FIBE Online traz pra você Carol Minhoto em um relato de experiência mostrando a “vida real” da apresentadora do Você Bonita da TV Gazeta. Ela contará para você a rotina de autocuidado dela e os desafios que enfrenta para manter o equilíbrio na vida diária.

Desfrute da vídeo-palestra da Carol: “Mulher na vida moderna e os Desafios na Saúde, Família e Estética” e faça deste relato experiencial uma fonte inspiracional de mudança de hábitos pra você.

Design sem nome (4)

Ser criança é natural! Projeto para os pequenos curtirem a natureza

E se há uma esperança para reverter o rumo de destruição ambiental que leva ao desmatamento das florestas, poluição do ar e da água, e às mudanças climáticas provocadas pelos gases causadores do efeito estufa, está nas crianças! Elas são o futuro, herdarão a Terra e em algumas décadas terão que lutar pra preservar o planeta e seus recursos naturais. Para que eles estejam à altura desse desafio, devem aprender desde cedo a amar, respeitar e proteger a natureza. Mas como fazer isso?

Hoje, a grande maioria da população e, claro, das crianças, vive nas cidades. Por isso, tirá-los sempre que possível da selva de pedra e colocá-los em contato direto com a natureza, a experiementando com os cinco sentidos e interagindo com as árvores, plantas, terra, animais, é essencial. Levá-los para curtir a vida outdoor em passeios na mata, trilhas, cachoeiras, fazendas, é a maneira mais fácil de fazer isso. Ir para acampamentos de férias e entrar em grupos como os escoteiroslobinhos e bandeirantes são também ótimas maneiras de despertar nas crianças o amor e o respeito pela natureza.

E o projeto Ser Criança É Natural, criado pelo Instituto Romã pretende fazer exatamente isso. O Instituto Romã é especializado em criar vivências e experiências para que as pessoas tenham um contato o mais próximo e intenso possível com a vida natural. Para eles, o objetivo da iniciativa, além de aumentar a consciência sobre a sustentabilidade, buscar o desenvolvimento humano na integração do homem com a natureza.

No projeto Ser Criança é Natural, eles organizam vivências especialmente pensadas para as crianças urbanas diminuírem seu “déficit de natureza”. Nesses encontros, crianças de 0 a 6 anos e seus pais vão a algum parque de São Paulo e educadores do instituto estimulam o vínculo com a natureza através de muitas brincadeiras e atividades lúdicas. Os pais também participam e são orientados sobre formas de se conectar mais com seus filhos e com o mundo natural. Além de aprenderem a serem Earthkeepers desde cedo, as crianças também se beneficiam. Estudos já mostraram como o contato com a natureza desde cedo previne problemas como o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), distúrbio psicológico cada vez mais comum entre as crianças que vivem nas cidades e no mundo hiper acelerado de videogames, tablets e smartphones.

Muito legal, né? Se você mora em São Paulo, tem filhos pequenos e se interessou, pode se inscrever no site do projeto Ser Criança é Natural para os próximos encontros. No dia 4 de outubro, próximo domingo, será no Parque do Piqueri, que fica no Tatuapé, Zona Leste de São Paulo; e no feriado de 15 de novembro, o encontro acontece no Parque Alfredo Volpi, conhecido também como Bosque do Morumbi, na Zona Su

imagem-destacada-hoje-e-o-dia-mundial-da-alimentacao-e-voce-se-alimenta-assim

Hoje é o Dia Mundial da Alimentação! E, você? Se alimenta assim?

Uma imagem que vale mais do que 1 mil palavras! Neste 16 de outubro, Dia Mundial da Alimentação queremos, de fato, provocar você em uma das dimensões da alimentação!

E esta consiste no modo que você vem comendo! Você se identificou com a imagem deste texto? E talvez, pior, o invés de sentado, você coma em pé!

Comer é uma das maiores dádivas da Terra! Muito embora esta frase continue vívida ao longo do desenvolvimento da humanidade parece que nós esquecemos o quão relevante é se nutrir de forma adequada, prazerosa e saudável!

Se você sente que engole a comida, que está comendo, mas com o pensamento nas tarefas que precisa fazer ou que 5 minutos após você ingerir o alimento você não se lembra do que comeu, podemos lhe ajudar! E, de forma 100% gratuita e 100% online! Acompanhe a “Semana do Comer Consciente: A Atenção Plena na Alimentação” com o Prof. Dr. Marcelo Anselmo, que aborda os fundamentos do MindfulEating pra você revolucionar sua relação com a comida a partir de hoje. Confira tudo em http://www.semanadocomerconsciente.com.br/

imagem-destacada-9-de-10-consultas-medicas-sao-geradas-por-estresse

9 de 10 consultas médicas são geradas por Estresse!

Você sabia disso? Ou seja, 90% da população quando vai a uma consulta médica acaba tendo como fator desencadeador da consulta uma fonte estressora.

Isto quer dizer que mesmo os distúrbios que aparentemente são oriundos somente por outros desequilíbrios orgânicos são gerados em algum nível, por acúmulo de estresse negativo ou incapacidade em lidar como o estresse na vida diária.

E, por falar nesta expressão-chave (vida diária), os Drs. Marcelo Anselmo e Fabio Romano trazem um tema muito relevante e que se configura como o real antídoto para controlar este números a partir do Seminário em nossa programação, RelaxaMente: A simbiose do equilíbrio frente às PVDs (Pressões da Vida Diária)”. E você? Já se inscreveu nesta nossa Jornada Transformadora de Estilo de vida 100% online e 100% gratuita?

imagem-destacada-23-de-setembro-relaxe-neste-dia-de-prevencao-ao-estresse

Relaxe, neste Dia de Prevenção ao Estresse

Hoje é um dia muito especial! Dia de você compreender que não conseguimos acabar com o estresse, mas, sim, gerenciá-lo melhor.

Neste 23 de setembro é comemorado o Dia Nacional de Prevenção e Combate ao Estresse. Uma data que cada vez ganha mais notoriedade devido aos impactos do estresse na sociedade, gerando ou intensificando diversas doenças crônicas (como hipertensão arterial, diabetes, obesidade, depressão e diversas outras).

É necessário que você entenda que o estresse pode ser dividido em dois tipos: o positivo (capaz de tornar mais concentrados e dispostos para realizarmos uma tarefa a qual temos expectativa) e o negativo (este sim nocivo para o equilíbrio da mente e do corpo, sendo o tipo de estresse mais conhecido pela sociedade).

Praticar exercícios físicos, ter uma alimentação equilibrada, dormir bem são alguns fatores que auxiliam a termos maior equilíbrio no nosso cotidiano e reduzir as fontes estressoras diárias. Nesse sentido, recomendamos que você veja alguns vídeos do nosso episódio do “Canal do Conhecimento em Saúde – A sintonia da saúde vital”, onde o Prof. Dr. Marcelo Anselmo entrevista diversos especialistas do segmento da saúde e bem estar.

Slackline, Tai Chi Chuan e Pilates são algumas de nossas entrevistas que ajudarão você a controlar melhor as fontes estressoras. Aproveite e relaxe, pois você merece! Confira mais em: http://www.plenitudebemestar.com.br/videos

Shopping Basket